Eni faz novo petróleo encontrar offshore Angola

10 dezembro 2018
(Foto: Eni)
(Foto: Eni)

A Eni, da Itália, disse ter feito uma nova descoberta de petróleo no prospecto de exploração do Afoxé, localizado no Bloco 15/06, no litoral de Angola.

A descoberta, estimada para conter entre 170 e 200 milhões de barris de óleo leve no local, foi feita no Afoxé-1 NFW bem localizado na área sudeste do Bloco 15/06, a aproximadamente 120 km da costa, 50 km a sudoeste da Unidade flutuante de produção, armazenamento e descarregamento de Olombendo (FPSO) e 20 km a oeste da recente descoberta de Kalimba-1.

Afoxé-1 NFW foi perfurado em profundidade de 780 metros e atingiu uma profundidade total de 1.723 metros e provou um óleo líquido de 20 metros de óleo de alta qualidade (37 ° API) contido em arenitos do Mioceno Superior com excelentes propriedades petrofísicas.

O poço não foi testado, mas uma coleta de dados intensiva foi realizada, o que indica uma capacidade de produção superior a 5.000 barris de petróleo por dia, disse Eni. As novas descobertas nas proximidades de Kalimba e Afoxé estão agora representando juntos um potencial de 400-500 mboe de óleo de alta qualidade e representam um novo cluster que pode ser explorado em conjunto em um novo conceito de desenvolvimento.

A descoberta do Afoxé confirma o potencial de exploração de petróleo ainda mantido na parte sul do Bloco 15/06, anteriormente considerado principalmente propenso a gás. A Eni disse que pretende perfurar até quatro novos poços de exploração consecutivos no Bloco 15/06 em 2019.

“A Eni está empenhada em desenvolver essa descoberta alavancando seu melhor time-to-market, enquanto ao mesmo tempo lança uma intensa campanha de exploração que dará suporte total ao crescimento orgânico de médio prazo da empresa no País”, Claudio, CEO da Eni Descalzi disse.

O Bloco 15/06 é desenvolvido por uma joint venture formada pela operadora Eni (36,84%), a Sonangol P & P (36,84%) e a SSI Fifteen Limited (26,32%).

A companhia italiana de petróleo e gás também anunciou na segunda-feira que iniciou a produção do campo de Vandumbu, no Bloco 15/06, através do FPSO West Hub N'Goma e de um sistema submarino de reforço multifásico (SMBS).

Categorias: Energia, Energia Offshore