BP, Exxon assinam projeto de exportação de GNL no Alasca

11 março 2019
© Argus / Adobe Stock
© Argus / Adobe Stock

A Alaska Gasline Development Corp (AGDC) anunciou que assinou um acordo com a BP PLC e a Exxon Mobil Corp para ajudar a promover o projeto de US $ 43,4 bilhões do projeto de gás natural liquefeito do Alasca (LNG).

"Nossas respectivas organizações compartilham um interesse na comercialização bem-sucedida do gás natural North Slope encalhado no Alasca", disse o presidente interino da AGDC, Joe Dubler, em comunicado na sexta-feira.

A BP e a Exxon Mobil produzem enormes quantidades de petróleo no Alasca e descobriram enormes recursos de gás que estão encalhados no North Slope.

O projeto do Alaska LNG foi projetado para liquefazer 3,5 bilhões de pés cúbicos por dia de gás para venda a clientes na região da Ásia-Pacífico a partir de uma instalação a ser construída em Nikiski, na península de Kenai, ao sul de Anchorage. Inclui um oleoduto de 807 milhas (1.300 km) da encosta norte.

Os reguladores de energia dos EUA recentemente adiaram a data em que esperam decidir sobre o projeto de GNL para junho de 2020 a partir de fevereiro de 2020.

Autoridades do AGDC disseram que a empresa está revisando o cronograma para a construção do projeto.

Ao mesmo tempo, o AGDC disse que está mantendo negociações com várias partes interessadas no projeto, incluindo um acordo de desenvolvimento conjunto com a empresa chinesa de petróleo e gás Sinopec, o fundo soberano da China CIC Capital Corp e o Bank of China estatal. .


(Reportagem de Scott DiSavino Editando por Marguerita Choy)

Categorias: GNL