O homem mais rico da África arrecada US $ 4,5 milhões em financiamento para a refinaria de petróleo

De Didi Akinyelure24 julho 2018

A pessoa mais rica da África, Aliko Dangote, conseguiu mais de US $ 4,5 bilhões em financiamento de dívida para seu projeto de refinaria de petróleo nigeriano e pretende iniciar a produção no início de 2020, disse ele à Reuters.

Dangote, que construiu sua fortuna em cimento, está construindo a maior refinaria de petróleo do mundo com capacidade de 650 mil barris por dia (bpd) para ajudar a reduzir a dependência da Nigéria em relação ao petróleo importado.

Apesar de ser um exportador de petróleo bruto, a Nigéria importa a maior parte do seu petróleo devido à falta de capacidade interna de refinação.

Os credores comprometeriam cerca de US $ 3,15 bilhões, com o braço do setor privado do Banco Mundial fornecendo US $ 150 milhões, disse Dangote, acrescentando que ele estava investindo mais de 60% de seu próprio fluxo de caixa.

O Grupo Dangote disse que o Standard Chartered Bank estava providenciando fundos para o projeto.

"Vamos acabar gastando entre US $ 12 bilhões e US $ 14 bilhões. O financiamento virá por meio de capital, empréstimos bancários comerciais, agências de crédito à exportação e bancos de desenvolvimento", disse Dangote em entrevista em Lagos na terça-feira.

"Esperamos concluir a construção mecânica até o próximo ano e os produtos começarão a ser lançados no primeiro trimestre de 2020."

O banco central da Nigéria fornecerá garantias para cerca de 575 bilhões de naira em moeda local por 10 anos, com o Banco Africano de Desenvolvimento fornecendo um empréstimo de US $ 300 milhões. Os bancos comerciais da China, Índia e alguns países europeus também estão no mix, disse Dangote.

A refinaria planejada e o complexo petroquímico deverão contabilizar metade dos ativos da Dangote quando for concluída no próximo ano.

Na semana passada, a Dangote assinou um empréstimo de US $ 650 milhões com o Banco Africano de Importação e Exportação (Afreximbank) para o projeto.

Dangote disse que pretende adquirir mais campos de petróleo à medida que seu foco se volta para o setor de petróleo para alimentar a refinaria.

Fora do petróleo, Dangote disse que também está de olho no time de futebol inglês Arsenal.

"Iremos atrás do Arsenal a partir de 2020 ... mesmo que alguém compre, ainda vamos atrás", disse ele à Reuters, referindo-se aos relatos de que o bilionário russo Alisher Usmanov estava querendo vender sua participação de 30% no clube.

Dangote acrescentou que a necessidade de fluxo de caixa saudável até a conclusão do projeto da refinaria exclui uma mudança para o Arsenal antes disso.


(Reportagem de Didi Akinyelure Escrita por Chijioke Ohuocha, edição de David Goodman)

Categorias: Finança, Pessoas & Empresa Notícias, Pessoas nas Notícias