Petrobras pagará US $ 853 milhões por multa de sonda de lavagem de carros

27 setembro 2018
(Foto de arquivo: Petrobras)
(Foto de arquivo: Petrobras)

A Petróleo Brasileiro SA pagará uma multa de US $ 853,2 milhões para acertar as acusações criminais norte-americanas que a companhia petrolífera estatal brasileira subornou os políticos e depois tentou ocultar os pagamentos, informou o Departamento de Justiça na quinta-feira.

O acordo com os promotores dos EUA é um marco importante para a Petrobras, como é conhecida a empresa, que tenta adotar inúmeras alegações de corrupção decorrentes da importante investigação "Car Wash".

"Executivos nos níveis mais altos da Petrobras - incluindo membros de sua diretoria executiva e conselho de administração - facilitaram o pagamento de centenas de milhões de dólares em propinas a políticos e partidos políticos brasileiros e depois prepararam os livros para ocultar os pagamentos de suborno dos investidores e reguladores ”, disse o procurador-geral adjunto Benczkowski em um comunicado.

Pelo acordo, que determina a violação da Lei de Práticas de Corrupção no Exterior dos EUA, a Petrobras depositará US $ 682,6 milhões, ou 80% das penalidades, em um fundo especial no Brasil, com o restante da multa sendo dividida entre as duas agências americanas.

Promotores federais brasileiros determinarão como a Petrobras deveria alocar dinheiro no fundo em programas sociais e educacionais em um acordo ainda não liquidado.

A Petrobras afirmou em um comunicado que o acordo "põe fim às incertezas, riscos, ônus e custos de processos potenciais e litígios prolongados nos Estados Unidos".

A companhia de petróleo terá uma taxa real de 3,6 bilhões no terceiro trimestre - o equivalente em moeda local da penalidade.


(Reportagem de Carolina Mandl; edição de Steve Orlofsky)

Categorias: Energia Offshore, Finança, Legal