Regulador de Energia dos EUA Quer Mais Divulgação de Ataques Cibernéticos

Por Jim Finkle21 julho 2018
© urbans78 / Adobe Stock
© urbans78 / Adobe Stock

O governo dos Estados Unidos pediu na quinta-feira aos geradores de energia que divulguem mais informações sobre ataques cibernéticos, em meio à crescente preocupação de que hackers estrangeiros possam interromper a rede elétrica.

A Federal Energy Regulatory Commission (FERC), órgão regulador do setor de energia, pediu que o órgão regulador da indústria de energia, a North American Electric Reliability Corp, estenda regras que exigem relatórios de incidentes de segurança cibernética para incluir tentativas que possam facilitar futuros esforços para interromper a operação. grade.

A FERC solicitou o aumento da divulgação após a administração do presidente Donald Trump, culpando o governo russo em março por uma campanha de ataques cibernéticos que remonta pelo menos dois anos, que visavam a rede elétrica dos EUA. Isso marcou a primeira vez que os Estados Unidos acusaram publicamente Moscou de invadir a infraestrutura energética americana.

"As ameaças cibernéticas ao sistema de energia a granel estão sempre mudando, e elas são uma questão que exige vigilância constante", disse o presidente da FERC, Kevin McIntyre, em um comunicado.

"A indústria deve estar alerta para ameaças emergentes e em desenvolvimento, e um padrão modificado melhorará a conscientização sobre as ameaças existentes e futuras de segurança cibernética".

As regras atuais da NERC só exigem relatórios de ataques cibernéticos se eles comprometerem ou interromperem uma "atividade principal" para manter a confiabilidade da rede elétrica, de acordo com um relatório de 67 páginas publicado pela FERC.

Esse limite "pode ​​subestimar o verdadeiro alcance das ameaças relacionadas ao cyber" enfrentadas pela indústria, segundo o relatório.

A NERC informou em comunicado em seu site que "apreciou a ação da FERC e continuará trabalhando com a FERC e as partes interessadas para garantir a confiabilidade do sistema de energia a granel norte-americano".


(Reportagem de Jim Finkle; Edição de Bernadette Baum)

Categorias: Atualização do governo, Atualização do governo, Energia, Legal