Seadrill sai do capítulo 11

Postado por Joseph Keefe15 julho 2018
Imagem do Arquivo: Credit Seadrill
Imagem do Arquivo: Credit Seadrill

O empreiteiro de perfuração offshore Seadrill disse na segunda-feira que completou com sucesso sua reorganização, emergindo de um processo de falência do capítulo 11 dos EUA, lançado em setembro passado.
A empresa, que já foi a maior perfuradora offshore do mundo em capitalização de mercado, foi forçada a buscar proteção contra os credores quando não conseguiu pagar suas dívidas acumuladas durante os anos de boom para comprar novas sondas.
Quando os preços do petróleo caíram em 2014, as companhias de petróleo cancelaram ou adiaram os planos de exploração para economizar dinheiro, o que reduziu a demanda por plataformas de perfuração offshore.
Os preços se recuperaram parcialmente desde que atingiram uma baixa em janeiro de 2016, e a demanda por plataformas de perfuração, especialmente no Mar do Norte, aumentou, dando mais esperança para empresas como a Seadrill.
Para reduzir suas dívidas, a empresa adiantou os vencimentos de US $ 5,7 bilhões em empréstimos bancários, equivale a US $ 2,4 bilhões em bônus não garantidos e US $ 1 bilhão em obrigações para plataformas recém-construídas.
Também arrecadou mais de US $ 1 bilhão em capital novo com a emissão de US $ 880 milhões em novos títulos garantidos e US $ 200 milhões em novas ações de acordo com o plano aprovado em 17 de abril.
"Estamos satisfeitos por sair do capítulo 11 e avançar com uma sólida base financeira na qual continuaremos a crescer e fortalecer nossos negócios", disse John Fredriksen, bilionário nascido na Noruega, que continuará sendo o principal acionista da empresa e seu presidente, foi citado como dizendo em um comunicado.
A Seadrill disse que saiu de um processo de falência com um caixa total de cerca de US $ 2,1 bilhões e uma carteira de pedidos de US $ 2,3 bilhões. Os primeiros vencimentos dos empréstimos bancários não são até 2022.
A empresa disse que recebeu aprovação para listar suas novas ações ordinárias na Bolsa de Valores de Nova York sob o mesmo símbolo "SDRL", e planeja continuar tendo uma listagem dupla em Oslo.
A negociação de cerca de 16 milhões de novas ações emitidas para acionistas existentes e detentores de créditos quirografários começará em Nova York em 3 de julho, acrescentou.
Os atuais acionistas da Seadrill receberão 1,9% das ações recém-emitidas.

A empresa planeja divulgar seus resultados do primeiro semestre e do terceiro trimestre em novembro, usando o chamado princípio do "novo começo", reavaliando seus ativos e passivos.

Reportagem de Nerijus Adomaitis

Categorias: Contratos, Energia, Energia Offshore, Finança, Legal, No mar