Shell vai em frente com expansão de gás de cagarro

10 dezembro 2018
(Foto: concha)
(Foto: concha)

A Royal Dutch Shell anunciou na segunda-feira que expandirá o centro de gás Shearwater no Mar do Norte britânico, seu sétimo projeto para obter luz verde na bacia do envelhecimento deste ano.

O projeto, uma joint venture com a Exxon Mobil e a BP, incluirá uma modificação da plataforma Shearwater para permitir a produção e processamento de gás úmido, bem como a construção de um gasoduto de 37 quilômetros da Fulmar Gas Line (FGL). Shearwater, a Shell disse em um comunicado.

A instalação da tubulação, que permitirá a entrada de gás úmido no oleoduto Shell Esso Gas e Associated Liquids (SEGAL), está prevista para 2019, enquanto a expansão da plataforma está prevista para o ano seguinte, segundo um porta-voz da Shell.

No pico da produção, espera-se que a capacidade de exportação de gás úmido do hub de cagarras seja de cerca de 400 milhões de pés cúbicos padrão de gás por dia, ou aproximadamente 70.000 barris de óleo equivalente por dia.

O projeto Shearwater é o sétimo projeto que a Shell e seus parceiros aprovaram para desenvolvimento este ano, incluindo o campo Penguins, seu primeiro grande projeto novo na bacia em seis anos.


(Reportagem de Ron Bousso; edição de David Evans)

Categorias: Energia Offshore, GNL