Total vende 4% da Ichthys para a Inpex por US $ 1,6 bilhão

13 dezembro 2018
A central de processamento do projeto Ichthys LNG - Ichthys Explorer - chega às águas australianas em maio de 2017 (foto do arquivo: Inpex)
A central de processamento do projeto Ichthys LNG - Ichthys Explorer - chega às águas australianas em maio de 2017 (foto do arquivo: Inpex)

A empresa francesa de energia Total informou que concordou em vender uma participação de 4 por cento em seu projeto de gás natural liquefeito australiano Ichthys para a parceira japonesa Inpex por US $ 1,6 bilhão, após os custos excedentes.

"Esta transação é parte de nossa constante revisão de portfólio para otimizar nossa alocação de capital", disse Arnaud Breuillac, presidente de exploração e produção da Total, em comunicado nesta quinta-feira. "A Ichthys faz parte de uma onda de projetos australianos de GNL, que infelizmente sofreram grandes derrapagens de custos e atrasos durante a fase de construção."

Breuillac, no entanto, disse que a Total permaneceu comprometida com o projeto Ichthys e que a empresa francesa estaria mantendo os 26% de participação remanescente na Ichthys.

O Inpex tem uma participação majoritária de cerca de 66% no projeto de US $ 40 bilhões no noroeste da Austrália, que sofreu vários atrasos e custos significativos devido a problemas técnicos.

Os outros acionistas minoritários do projeto incluem a CPC, a Tokyo Gas, a Osaka Gas, a Kansai Electric, a JERA Corp e a Toho Gas.

Em plena capacidade operacional, a Ichthys deverá produzir 8,9 milhões de toneladas de GNL por ano, juntamente com cerca de 1,7 milhão de toneladas de GLP e cerca de 100 mil barris por dia de condensado, uma forma ultraleve de petróleo bruto.


(Reportagem de Sudip Kar-Gupta; Edição de Susan Fenton)

Categorias: Energia, Energia Offshore, GNL