Tribunal dos EUA nega provimento aos processos judiciais sobre mudança climática contra petrolíferas

Postado por Joseph Keefe13 julho 2018
Imagem do arquivo: Adobestock / © Renaschild
Imagem do arquivo: Adobestock / © Renaschild

Um tribunal federal da Califórnia rejeitou processos de mudança climática contra cinco empresas petrolíferas pelas cidades de São Francisco e Oakland, dizendo que as queixas exigiam decisões de política interna e externa que estavam fora do alcance dos tribunais, disse a Chevron Corp na segunda-feira.
As cidades de San Francisco e Oakland, na Califórnia, processaram a Chevron, a Exoco Mobil, a ConocoPhillips, a Royal Dutch Shell e a BP Plc no ano passado, buscando um fundo para ajudar as cidades a lidar com as inundações que dizem ser resultado da mudança climática.
Os perigos levantados pelos reclamantes são reais e mundiais, e ambas as partes aceitaram a ciência por trás do aquecimento global, disse na sentença o juiz William Alsup, da Corte Distrital dos EUA do Distrito Norte da Califórnia.
"(No entanto), o problema merece uma solução em escala mais ampla do que a fornecida por um juiz distrital ou por um júri em um caso de incômodo público", disse o juiz Alsup. http://bit.ly/2Irnpo4
Um porta-voz da Shell disse que a empresa considera a mudança climática um problema complexo, o que não é um problema para os tribunais, mas requer uma política governamental sólida.

A BP não fez comentários imediatos, enquanto a ConocoPhillips e a Exxon Mobil não estavam disponíveis para comentários fora do horário comercial.

Reportagem de Philip George e Kanishka Singh

Categorias: Atualização do governo, De Meio Ambiente, Energia, Finança, Legal, Tendências do petroleiro